sexta-feira, 23 de junho de 2017

City interessado em vascaíno?

Manchester City é um dos clubes que poderia fazer uma proposta pelo meio campo Douglas do Vasco, o jogador tem 19 anos. Não é a primeira vez que leio essa especulação.

Tanto o portal do Jornal Extra em Maio, quanto o portal Uol no dia 22 de junho noticiam que há essa possibilidade do jogador se transferir para a Inglaterra. Borussia Dortmund da Alemanha e Mônaco da França teriam mandado representantes ao Brasil para vê-lo em jogos do campeonato brasileiro. Recentemente o time do principado tem investido bastante em jogadores jovens que são vendidos depois com preço lá em cima (James Rodriguez para o Real e o Bernardo Silva para o próprio City).

Segundo as matérias, representante do City o acompanharam no sul americano sub 20 que a seleção brasileira foi mal e não se classificou para o mundial da categoria. Interessante isso, até parece um press release feito pelo empresário para as agências de notícias. Não, deve ser coincidência na hora de escrever a matéria.

Eu sou vascaíno e, dos jogos que eu vi, é um dos poucos que se salva. Sabe jogar bola, tem um bom passe, sabe driblar, num time mais ajeitado se sairia mais o futebol dele, mas como acho que vamos lutar para não cair mais uma vez (faltam "apenas" 35 pontos para evitar isso), ele vai sofrer bastante com esse time. E conhecendo o Eurico Miranda, do jeito que administra o clube com um boteco, vai chegar uma proposta mais ou menos, e ele vai vender, como fez com o Phillipe Coutinho que saiu por 4 milhões de euros.

Não acho que o Manchester City vá para cima dele, gostaria muito que fosse contrato e o clube pagasse o mesmo valor do Pogba, pena que isso não acontecerá e que o dinheiro, de algum jeito, irá sumir dos cofres do clube.

Se não for apenas nota do empresário, se tivesse que apostar, eu acho que ele iria para o Mônaco, pela vontade do clube investir em jogadores jovens, como fez com o atacante do Barcelona Jordi Mboula, de 18 anos. 

terça-feira, 20 de junho de 2017

Notícias Manchester City - 20.06.2017

Dias de poucas notícias sobre chegada e saída de jogadores, a única confirmação de hoje foi a assinatura de uma novo contrato pelo jovem zagueiro de 19 anos Tosin Adarabioyo depois de um período que parecia que ele sairia do clube.

Ele assinou um contrato que tem duração de 4 anos, vai até o meio de 2021. Atuou pouco pelo time, apenas 4 vezes. Ele está na base do clube desde os cinco anos de idade, então se vingar mesmo no City será classificado como jogador Treinado pelo Clube de acordo com as regras das UEFA, por enquanto ele é um jogador Lista B que tem menos de 21 anos e atende alguns critérios, na Premier League, ele também estará nessa lista alternativa de jogadores menores de 21 anos de idade.

Daniel Alves parece ter encerrado seu contrato com a Juventus mesmo, jornalistas no Brasil e Europa confirmam isso e estaria pronto para assinar um vínculo de 2 anos com a gente. Falam ainda na possibilidade dele se transferir para o Chelsea, mas dizem que é bem remota isso. Mesmo se ele chegar, Guardiola ainda correrá atrás de um outro lateral direito, com Kyle Walker do Tottenham sendo o mais cotado, entretanto o time de Londres fará jogo duro.

Já na lateral esquerda, jornalistas franceses informam que City e Mônaco estão perto de chegar a um acordo para a transferência de Benjamim Mendy, dão a entender que não deverá demorar muito para estar tudo assinado.

Mangala foi visto em Lyon e, se tudo der certo, o City conseguirá que o time da cidade feche um acordo com ele e leve para comer escargot e croissant por £ 18 milhões, bem abaixo dos £ 42 que pagou nele. Pessoalmente, não me lembro se é apenas o valor da sua transferência ou o valor combinado com a chegada do Fernando Reges.

E por falar no brasileiro, no dia 26 de junho, próxima segunda feira, o jogador fará um amistoso beneficente em Goiânia. O jogo terá transmissão dos canais ESPN e entre os convidados teremos Neymar e ele, Wesley Safadão! Para quem possa se interessar, o ingresso custa dois litros de leite longa vida que deverão ser entregues no Estádio Olímpico de Goiânia, o evento é para ajudar a ACCG (Associação de Combate ao Câncer em Goiás). Aqui o site com algumas informações: http://www.curtamais.com.br/goiania/jogo-beneficente-reune-neymar-e-outras-estrelas-em-goiania

Ou seja, se esse jogo é dia 26, os jogadores do City não devem se apresentar no dia 27 de junho. Acho que não divulgaram a data, mas está demorando muito para a pré temporada começar.

domingo, 18 de junho de 2017

Daniel Alves no City?

Fazia menos de 24 horas que eu havia escrito um post sobre como o City tinha mudado quando o assunto era contratações de jogadores e sai essa especulação, que foi fortíssima, da possível chegada de Daniel Alves, lateral direito da Juventus e da seleção brasileira, ao Manchester City. O jogador está com 34 anosa atualmente.

Tudo começou com um vídeo do atacante da Juve, Gonzalo Higuaín, para uma matéria que o canal Esporte Interativo fazia sobre o brasileiro. Parece que em um dado momento o argentino deu atender que o lateral estava de saída da Itália. E jornalistas na Espanha e um setorista da Velha Senhora confirmaram que havia uma negociação e entre City e Daniel a coisa estava acertada, faltava entre os dois clubes.

Alguns detalhes dessa negociação já foram até revelados como o prazo valor que o City pagaria £ 5 milhões à Juve, já que Daniel teria mais uma ano de contrato com eles, e a duração seria de dois anos. E também a chegada dele não inibiria a ação de clube de contratar mais um lateral direito, nesse caso o mais comentado é Kyle Walker do Tottenham.

Durante toda a temporada um dos pontos que mais se criticava no City era a idade média dos seus laterais, todos os quatro acima dos 30 anos. Então é estranho quando o clube pensa em trazer um que é mais velho que um dos ídolos do clube, Pablo Zabaleta. Eu adoro o Zabaleta, não há um único torcedor do City que não tenha ficado triste quando ele saiu do clube, mas, sejamos justos, o Daniel Alves é muito mais jogador que ele.

Num modelo que o Guardiola gosta de jogar, nós vimos muitas vezes que o lateral, quando o nosso time estava no ataque, fechava para o meio de campo e deixava o lado do campo livre para um ponta como Sterling e Sané, por exemplo, talvez não seja preciso tanta perna, mas conhecimento tático para jogar dessa maneira. Daniel conhece como o treinador gosta de jogar, não terá problema para se adaptar.

O período de dois anos de contrato pode ser o tempo do City desenvolver seu lateral direito Pablo Maffeo. O jogador fez 3 partidas pelo City e recebeu boas críticas, mas como não seria utilizado foi empresado ao Girona da Espanha e ajudou ao time da Catalunha a subir para a primeira divisão. Com 19 anos, o jogador deve ser emprestado de novo para o mesmo time, mas dessa vez jogará a primeira divisão, quem sabe poderá ficar esses dois anos por lá se o time se mantiver na elite do futebol espanhol, Enfrentará times mais fortes e com isso Guardiola e a comissão técnica poderão verificar melhor o seu crescimento como jogador.

Se me perguntasse se eu gostaria de ter um jogador de 34 anos com glórias no passado com no do post anterior no City atualmente, eu falaria que não, entretanto é o Daniel Alves. Acho que ele é muito melhor jogador que qualquer um daquela lista do post passado, acho que vai agregar muito ao time por tem conhecimento tático, já ter trabalhado e conhecer o estilo do Guardiola, por ser um cara experiente e cheio de títulos. 

Realmente se ele chegar ao City será bem vindo, apesar que haverá torcedores que lembrarão dessa provocação.

sexta-feira, 16 de junho de 2017

A saída de Pablo Zabaleta

Na próxima temporada será a primeira desde a de 2008/09 que não veremos o argentino Pablo Zabaleta usar a camisa 5 do Manchester City, depois de nove temporadas no clube, seu contrato não foi renovado e o jogador continuará na Inglaterra, jogará agora pelo West Ham United. O primeiro encontro deles pode ser no último amistoso que o City fará na pré temporada: será no dia 4 de agosto em Reykjavik na Islândia. Tá legal, mas a intenção do post não é para falar de Zabaleta.

A saída dele mostra uma necessidade de renovação, pelo esquema do treinador Guardiola é necessário ter atletas mais novos para suportar o modo como o time joga, tanto que mesmo tendo os dois laterais direitos nas partidas finais, ele improvisou com Navas e Fernandinho em alguns desses jogos. Zabaleta tem 32 anos e, mesmo não sendo o maior lateral direito do mundo, é um cara com experiência e qualidade para jogador num time mediano da Premier League, até bem pouco tempo atrás era o City que fazia esses tipos de contratação.

Quem acompanha o Manchester City há tempos, sabe muito bem que o time não nasceu em primeiro de setembro de 2008. Tem quase 20 anos que o clube passou por sua pior fase, foi jogar a terceira divisão e desde 2002/03 faz parte da primeira divisão ininterruptamente, mas só após mesmo a injeção de investimentos do grupo ADUG o time conseguiu entrar nas disputas por competições europeias.

Durante esse período de vacas magras, o time fez aquela aposta tradicional de equipes que lutam apenas para não cair: correu atrás de medalhões que já não tinham espaços em clubes mais fortes na época, entretanto poderiam agregar experiência para equipes do City que dependiam muito de colocar jogador da base para jogar, afinal o dinheiro era curto.

Eu me lembro de pelo menos seis jogadores que foram contratados pelo Manchester City que não estavam mais nos seus melhores anos, eles estavam em atividade, só que não paravam mais em um clube, basicamente os contratos eram de ano a ano:

- Peter Schmeichel - chegou ao City em 2002 e foi goleiro por uma temporada. Grande goleiro do rival United, saiu de lá em 1999 e rodou por Sporting de Portugal e Aston Villa até chegar a primeira vez de verdade à Manchester já com 39 anos. Uma curiosidade sobre ele é que nunca perdeu um Derby de Manchester seja por que lado jogou;

- David Seaman - famoso por tomar o gol do Ronaldinho Gaúcho em 2002, jogou por treze anos no Arsenal até 2003 e na temporada seguinte, aos 40 anos, substituiu Schmeichel no nosso gol. Também só ficou uma única temporada no City;

- David James - para completar o Hat Trick de goleiros ( não me lembrava que tinha sido em sequência), David "Calamidade" James fez sua fama no Liverpool de onde saiu em 1999 para o Aston Villa, depois West Ham para chegar ao City em 2003/04, estava com 33 anos, e ficar até o final da temporada 2006. Esse durou um pouco mais de tempo no nosso time;

- Steve McManaman - Jogador habilidoso e de bom drible, ele atuou por dois times: Liverpool e Real Madrid, onde foi campeão europeu por duas vezes, além de outros troféus. Depois de deixar a Espanha, foi contrato pelo City na era Kevin Keagan em 2003 quando estava com 31 anos, ficou apenas até o final da temporada seguinte e se aposentou. O jogador sofreu com muitas lesões, pouco jogou no seu período em Manchester e se aposentou ao final do contrato;

- Robbie Fowler - atacante matador nos tempos de Liverpool, chegou até jovem no time com 27 anos, no meio da temporada 2003/04, saindo do Leeds United. Ficou até o final da temporada 2005/06 quando voltou para o Liverpool e começou um período de rodar o mundo. Sofreu também muito com lesões e a forma física. 

- Andy Cole - atacante inglês, famoso pelos tempos de Manchester United saiu do clube de Old Trafford em 2001, jogou pelo Blackburn e Fulham até chegar ao City em 2005/06 com 33 anos. Foi a única temporada dele no nosso quando formou dupla de ataque com Darius Vassel.

Consegui pesquisar seis nomes, com certeza se for mais a fundo teremos uma lista imensa até 2008, quando o clube começou a mudar sua política. Mudou porque o dinheiro do Sheik Mansour permitiu ao clube contratar jogadores ainda em boas condições físicas e com qualidade. Hoje temos um David Silva que está há com 31 anos, mas chegou ao City com apenas 24, mesma coisa vale para o Yaya Touré que deverá fazer sua última temporada pelo clube. 

É possível que esses atletas quando não tiverem mais seus contratos renovados pelo City serão procurados por clubes da parte de baixo da tabela para colocarem mais qualidade e experiências nos seus elencos, como é o caso do Zabaleta e o West Ham, farão basicamente o que o City fez no seu passado. Isso mostra a transição do City para um grupo de times mais forte, onde um jogador com qualidade, mas sem capacidade física não tem mais vez no grupo. Mais um exemplo é o Jermain Defoe com 34 anos que assinou um contrato com o Bournemouth de três anos (na verdade ainda não foi confirmado).

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Calendário Premier League 2017/18

Ontem a Premier League divulgou o calendário de jogos para a próxima temporada do campeonato que se iniciará dia dia 12 de agosto de 2017 ( quase dois meses até lá) e vai até dia 13 de maio de 2018, no dia que o título 93:20 fará 6 anos e também mais uma aniversário de Yaya Touré, completará 35 anos no que deve ser o último jogo da sua carreira pelo Manchester City. Infelizmente esse jogo não será em Manchester

O City terminará a temporada com um jogo contra o Southampton no St Mary, a última partida em casa, onde pode rolar uma homenagem à la Zabaleta, será contra o Huddersfield Town no dia 05/05/2018. Por falar no argentino, ele nos visitará no dia dois de dezembro, tomara que ele jogue, será memorável e inesquecível, e a partida em Londres será jogada no dia 28 de abril, na antepenúltima rodada, quando nosso título já estará garantido (como eu quero que isso seja verdade).

A estreia na temporada 2017/18 será contra um dos novatos da Premier League: viajaremos até Brighton, no sul da Inglaterra, para pegar o Brighton Hove & Albion. Para Aguero então a pré temporada tem que ser excelente porque ele terá que cair matando logo de cara para manter que a única não vítima dele na Premier League seja o Bolton, então tem que marcar gols contra o BHA e o Hudderfield, duas chances contra cada um.

Os Derbys de Manchester serão dia 9 de dezembro em Old Trafford e 7 de abril no Etihad.

Se formos analisar a tabela como um todo, vamos achar que o City foi prejudicado, assim como o torcedor do time A também achará que querem o mal do time dele. Nós, torcedores, reclamamos até da nossa sombra quando o time não ganha. A tabela é definida com a participação de todos os 20 clubes, eles ajudam na montagem, mas não dá para agradar a todos, então vamos para o jogo. Para levarmos o títulos teremos que jogar contra todos os outros 19 times duas vezes mesmo....

Com o calendário do Campeonato Inglês, estou terminando de fazer todas aquelas informações estatísticas que ninguém vê aqui no blog, mas eu gosto, além do bolão. Para as próximas semanas, esses dados estarão disponibilizados.

A FA liberou todas as datas da temporada. Marquei em amarelo as datas que nos interessam.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Premier League: direitos de transmissão internacional.

Há pouco mais de uma semana, a Premier League divulgou para todos os valores arrecadados por cada clube ao final da temporada 2016/17. O clube que mais arrecadou foi o campeão Chelsea com £ 150 milhões e o lanterna nesse quesito também foi o lanterna na competição, o Sunderland levou para casa "apenas" £ 93 milhões. A diferença entre eles foi de mais ou menos £ 57 milhões, em porcentagem o Chelsea levou, por volta, 61% a mais.

Dos cinco critérios usados na divisão do dinheiro, três (parte dos direitos de transmissão para o Reino Unido, direitos para o resto do mundo e a receita comercial) preveem que os 20 clubes da primeira divisão irão receber o mesmo valor, só o número de jogos transmitidos para o Reino Unido e a colocação que cada clube termina no campeonato têm valores distintos para o clube. Esse é um modelo que muitas ligas no mundo, principalmente pressionadas por times médios e pequenos, querem implementar. Aqui no Brasil o Sistema Globo negociava com o clube dos 13, depois passou a fazer negociações individuais e agora, com a entrada do Esporte Interativo na concorrência, quer mudar a forma que irá distribuir o dinheiro para agradar mais clube, não apenas um punhado.

Na Liga de Futebol Americano (NFL) todo o dinheiro da TV é dividido em cotas iguais para cada um dos 32 times, não importa se um time terá mais jogos na TV que o outro, não importa se um time é da mega metrópole como os times de Nova Iorque ou de uma cidade no estado de Wisconsin, onde fica o Green Bay Packers. Tenho certeza que muita gente, incluindo americanos, não devem saber onde fica o estado, imaginem a cidade. Eu não sei se cravaria, mas sabia que fica no norte dos EUA, perto de Chicago, localizado no estado de Illinois, eu procuraria na região dos Grandes Lagos americanos.

Green Bay é uma cidade muito pequena e com população de pouco mais de 100 mil habitantes, eu moro no bairro de Jacarepaguá no Rio de Janeiro, só aqui tem mais de 150 mil moradores de acordo com o último censo. Tenho certeza que não conseguiríamos montar um time nem para um torneio de futebol estadual, imagine ganhar competições nacionais como o Green Bay consegue? Mas por que é importante falar de Green Bay? Porque o tempo é cíclico. Possivelmente há algum campo de estudo que acredita que o tempo não é linear, mas um  loop constante.

Em 2011 eu já havia escrito um post sobre a vontade de alguns clubes da Premier League mudarem a forma como o dinheiro é dividido entre os clubes. O que eles queriam mudar não é o dinheiro das TVs inglesas, mas o valor arrecado com as transmissões para o restante do mundo. A justificativa do idiota do Liverpool não época era que o torcedor do Oriente Médio, Ásia....está mais interessado em ver um jogo dos TOP 4 naquele período (Arsenal, Chelsea, United e Liverpool) do que do do Bolton (time que se assemelha apenas com o Green Bay por ser de uma cidade pequena). A ideia não foi adiante. Agora parece que voltamos a 2011 para discutir o mesmo assunto e o pior, o idiota dessa vez é nosso.

É uma nota sem muitos detalhes no Daily Mail, uma reunião realizada entre o antigo Top 4 e o novo Top 6 (City e Tottenham entraram no clube), os dois clubes de Manchester (Ferran Sorriano pelo nosso lado) levantaram a possibilidade para alterar essa distribuição dos direitos de transmissão internacional. Não há muita informação na nota, apenas que esses clubes estariam interessados em mudar a divisão por igual da cota dos direitos internacionais de transmissão do campeonato inglês, mas para que qualquer medida seja aprovada, é necessário que 14 dos 20 clubes do torneio votem a favor dela, então de algum jeito vai ser preciso convencer pelo menos 8 times que a mudança será vantajosa para eles também. Acho bem complicado, acho que todos os outros 14 diretores e presidentes dos clubes não verão com bons olhos essa nova distribuição, precisará ter um ganho que valha a pena abrir mão dessa divisão atual, uma possibilidade será dar mais dinheiro para a colocação final de cada clube, com isso traria alguns clubes, que geralmente terminam na parte de cima da tabela, com eles.

Olha eu sou muito contrário a esse tipo de mudança. Quando primeiro saiu a notícia, em 2011, o City tinha três anos que havia sido comprado, não tinha nem sido campeão inglês na era Premier League, era um clube que estava se estruturando e tinha no dinheiro da TV sua maior receita, eu discordava dessa alteração na distribuição porque o City seria prejudicado financeiramente e o campeonato também poderá cair na questão de competitividade. A primeira parte mudou e drasticamente nesses últimos seis anos, mas mesmo assim continuo a achar que é sempre necessário se procurar a equidade. 

O campeonato é formado por 20 clubes, que são divididos em enormes, grandes, médios e pequenos. Os maiores clubes tem uma torcida mundial que atraem consumidores e patrocinadores tanto mundiais quanto regionais (hoje o City tem uma quantidade de patrocinadores regionais como não tinha há 8, 10 anos, é só ver que sempre tem uma notícia no site como City fechou com bebida X para o mercado da Tailândia...). Um Bolton, um Wigan da vida não conseguirão tão cedo abrir mercados desse tipo para aumentar receita deles, basicamente dependerão do dinheiro repartido da TV( o Leicester por exemplo, quando foi campeão teve 74% da sua receita vinda da TV).

Se começar a pingar menos na conta deles, eles terão times mais fracos e esses times do Top 6 perderão muito ocasionalmente pontos para o sétimo colocado em diante, a disputa que é grande entre eles, me parece que ficará exclusiva entre eles, quem empatar com um outro clube fora do clubinho deles, pode dar adeus ao título ( isso é um exagero ok?). Hoje ainda há uma perda de pontos considerável dos primeiros colocados para o restante dos competidores.

A notícia boa sobre isso são os comentários dos torcedores. Muitos que se dizem torcedores dos clubes que seriam beneficiados com a mudança são contrários porque acreditam que uma distribuição mais justa fará com que a Premier League seja mais equilibrada em relação ao de outros países. Legal eles dizerem isso, mas como não temos direito a voto, dependeremos da vontade dos dirigentes dos clubes.

Para finalizar o idiota do Liverpool se chama Ian Ayre, continuava no Liverpool até fevereiro desse ano e ainda defendia essa ideia. Ele foi ser dirigente no 1860 Munique da Alemanha, time que dividia o estádio com o Bayern de Munique e jogaria a terceira divisão na próxima temporada porque foi rebaixado nos play offs em 2016/17. Jogaria....não jogará mais porque o investidor do clube não quis colocar dinheiro para pagar as taxas e o clube foi rebaixado para as divisões amadoras alemães. O Senhor Ayre pediu demissão no dia seguinte ao rebaixamento.

domingo, 11 de junho de 2017

San Marino venceu o Brasil.

Ontem a "poderosa" equipe de San Marino viajou até a Alemanha para enfrentar os atuais campeões mundiais e todo mundo sabiam que eles iriam perder, só não sabiam de quanto seria. O placar final acabou 7-0 para os alemães. Beleza, normal. mas até o intervalo eles conseguiram segurar um 4-0 e um conta no Twitter, não sei se oficial ou não, deu uma zoada com a imagem abaixo:


"Final de primeiro tempo. 0-4. Atuação digna se lembrarmos que uma certo país a esta altura perdia por cinco (a zero)".

Zoeira para lá de normal. Quem acompanha um pouco, quase nada, de futebol internacional sabe que San Marino é um saco de pancada, que nunca jogará uma Copa do Mundo ou Copa Europeia. Então o que os brasileiros fazem? Ficam putos e lembram coisas do tipo:

"Quem é San Marino?", "São cinco estrelas!", "Jogamos todas as Copas do Mundo!" e com ofensas e xingamentos. É inacreditável isso. Só por cair na pilha, o Brasil perdeu esse jogo.

Gente, abaixa a cabeça e leva na esportiva. Fazer o quê? Alguém acha que lembrar os feitos positivos do Brasil para San Marino vai mudar alguma coisa para eles? Eles sabem que são fracos, mas pelo menos são mais fortes mentalmente que a gente. Nos bateram nessa. Nos não, bateram esses nervosinhos de internet porque eu aceitei a zoeira de boa.

Aqui está a conta do Twitter em questão: https://twitter.com/sanmarinopasion

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Ederson está confirmado!

Assim como a filha do nosso novo goleiro, ele nasceu também nesses dias. Finalmente ele foi anunciado depois de todo o mundo já saber que o goleiro brasileiro já tinha assinado contrato com o Manchester City. O jovem jogador completará 24 anos em agosto, tem a duração de contrato de seis anos e usará a camisa 31.

Oficialmente, tanto ele quanto Bernardo Silva serão jogadores do City a partir de primeiro de julho, quando a janela de transferências se abrirá. Até agora o clube gastou £ 78 milhões, £ 35 pelo goleiro e o restante pelo meio de campo. E pelo o que a imprensa fala ainda há muito jogadores para chegar ao clube, Guardiola fará uma modificação grande, teoricamente ainda há duas vagas para jogador "estrangeiro" e uma para treinado na federação. O número de vagas para "estrangeiro" deve subir porque o headbanger Nolito costura uma volta para a Espanha após reclamar do clima em Manchester.

A chegada de Ederson gera dúvidas se será o fim da carreira de Claudio Bravo no Manchester City, o jogador disse que lutará pela vaga de titular, mas suas atuações pelo clube tanto com o pé quanto com as mãos não convenceu a gente, os torcedores, por isso Pep foi buscar um goleiro que pudesse lhe passar mais confiança e se adequasse ao estilo de jogo que quer implantar no City. O problema é que eu não sei se Bravo vai querer ficar no City.

Essa é a última temporada antes da próxima Copa e ele é o goleiro da seleção nacional, acho até que é o capitão, se ele achar que pode perder a vaga por ficar esquentando o banco e só jogando nas Copas, ele pode pensar em ir embora do clube. Guardiola deve ter conversado muito com ele porque não iria liberar o Caballero para perder um goleiro, que me parece que será o reserva, logo em seguida. Para completar as informações sobre goleiros, Angus Gunn, terceiro goleiro na temporada passada, foi emprestado por uma temporada para o Norwich City, da segunda divisão. Ficará entre os jovens Kjetil Haug (Noruega - 19 anos) e Daniel Grinshaw (Inglaterra - 19 anos) a vaga do terceiro goleiro, aquele que será o reserva nas Copas.

Ederson chega ao City muito bem credenciado por saber trabalhar bem com os pés e um chute forte. Na penúltima rodada do campeonato português, ele foi creditado uma assistência ao achar seu companheiro em um lance de tiro de meta. O interessante da jogada, regra que eu não sabia, que no tiro de meta não há impedimento, o sujeito estava sozinho no campo de ataque. Imagina ele ter essa oportunidade de achar livre de marcação Kun Aguero e Gabriel Jesus?

A minha preocupação é essa mudança de liga que ele sofrerá, o quanto será o impacto nele? Já vi algumas partidas do campeonato de Portugal e os times pequenos sofrem lá, pouco oferecem perigo quando enfrentam Benfica, Porto e Sporting. Ele será bem mais testado, em alguns jogos não terá tempo para pensar muito em ficar com a bola nos pés porque o jogador adversário irá para cima dele, como vimos algumas vezes com Bravo no passado. Ele terá algumas chances para se adaptar ao estilo inglês antes da temporada começar.

O City fará três amistosos nos EUA, dois contra ingleses (20/07 contra o United e 29/07 contra o Tottenham) e contra o Real Madrid no dia 26/07, possivelmente sem Cristiano Ronaldo, já que Portugal joga a Copa das Confederações esse mês. Há ainda a possibilidade de mais um amistoso antes do início oficial da temporada: na Islândia contra o West Ham, jogo ainda não confirmado.

E não se esqueçam: a tabela do próximo campeonato inglês será anunciada na semana que vem, dia 14.

quarta-feira, 7 de junho de 2017

Aaron Mooy pode ficar no City?

O Manchester City contratou na temporada passada o jogador australiano Aaron Mooy que atuava no Melbourne City, time que faz parte do chamado City Football Group (CFG), ou seja, ele já era jogador do Manchester, já que o CFG detém 100% das ações do clube australiano.

Eu nunca entendi essa contratação porque eu achei que ele nunca fosse jogar pelo Manchester City. Para jogar na Premier League é preciso que o jogador atue em uma certa porcentagem de jogos da sua seleção nacional, quanto mais alto no Ranking da FIFA, mais alta precisa ser o número de partidas realizadas pelo jogador. No caso da Austrália, com ranking médio acima de 30 nos últimos dois anos, o jogador precisa jogar 75% das partidas.

Então eu acreditava que o City não gastaria uma das 17 vagas que tem para estrangeiros com um jogador de 25 anos que passou a maior parte da carreira jogando futebol na Austrália. Podem achar que preconceito com o futebol de lá, eu diria que é um pé atrás, mas não possível dizer que o futebol jogado lá é de nível alto. Quantas pessoas assistem o campeonato australiano para poder fazer uma análise?

Mas voltando ao Mooy, o jogador foi emprestado ao Huddersfield Town da segunda divisão. Nos dois jogos que fizemos contra eles na Copa da Inglaterra, ele não jogou. O time conseguiu, via play offs, a vaga na Premier League e o Mooy foi muito elogiado, surgiu até a possibilidade de Guardiola chamar ele para o Manchester City. Eu juro que achava ser matéria só para encher jornal. 

Hoje saiu uma notícia sobre a venda do Fabian Delph, um dos comentários foi que Mooy poderia assumir o seu lugar e o mais interessante que havia uma explicação sensata para isso: ele é um jogador Home Grown  para a Premier League e um Jogador treinado pela Associação para a UEFA como o Delph é no Manchester City atualmente.

Quando tinha 15 anos, em julho de 2006, ele treinou com o Bolton. Ele ficou por lá até outubro de 2010, quando foi jogar no St Mirren da Escócia. Então ele atende os critérios de ter sido treinado na Inglaterra entre a idade de 16-21 anos por no mínimo de três temporadas. Então temos um jogador que pode ser útil para o elenco e para o clube: se o City resolver vender o Delph, já teria um substituto, não precisaria ir num mercado inflacionado para contratar esse tipo de jogador, ou se quiser vender o jogador, o valor aumenta por atender os critérios da Premier League e da UEFA.

Teremos a chance de vê-lo em ação nos próximos dias. A Austrália jogará a Copa das Confederações como campeão asiática (é, isso mesmo, houve um deslocamento continental e a Austrália faz fronteira com a China) e também haverá o jogo contra o Brasil no dia 13 agora. Mas esse aí parece ser mais difícil de ver porque a CBF está querendo dar umas voltas na Globo e não será pela emissora carioca que o jogo será transmitido para o Brasil. Por mim, se explodam a CBF e a Globo com as mãos dadas.

Meu Deus! Ainda falta mais de 1 mês para o início da Pré temporada e mais de 2 para o começo da Premier League. Se isso é ruim, imagina para o torcedor de futebol americano que acabou em janeiro e só volta em setembro.

Atualização: Para ilustrar uma jogada de Mooy, foi dele o passe para o terceiro gol da Austrália hoje na vitória sobre a Arábia Saudita nas Eliminatórias Asiáticas. O gol foi "detalhe", o que importa mesmo é o passe....rs

terça-feira, 6 de junho de 2017

Ederson no City?

Essa novela dos direitos de terceiro está demorando muito e até agora, mesmo o Benfica já anunciando em Portugal e o jogador se despedindo do clube, companheiros, comissão técnica e torcedores, Ederson ainda não foi anunciado pelo Manchester City. Então vamos aproveitar as conexões brazucas.

O tédio é uma merda, logo mandei uma mensagem por Twitter para o Fernandinho e o Gabriel Jesus já que eles e goleiro estão na Austrália para amistosos da seleção brasileira. Será que eu vou ter resposta ou serei ignorado humilhantemente? Eu aposto na segunda opção. Veremos que essa brincadeira dá:


Atualização: Eu não vou ter resposta da dupla porque o Ederson ainda não está na Austrália devido ao nascimento da filha dele. Pô, mesmo assim, eles poderiam me mandar uma mensagem para eu não ficar na expectativa. Ou seja, fui ignorado.